Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

O caso da criança de Tábua que foi levada pela mãe para o Brasil, está a dar tanta polémica porquê? O pai quando foi buscar ao Brasil uma rapariga de 20 anos, que agora tinha 29, não sabia que era uma jovem à vista dele? Por acaso não se lembrou, que ele era muito mais velho do que ela, e que mais cêdo ou mais tarde iria ter problemas? Ela foi inteligente; tirou um curso de estéticista, outro de cableireira e a carta de condução. Preparou o futuro dela. Só o marido é que não se apercebeu disso, mas dado o passado dele com várias mulheres, era para ser mais inteligente. A reflexção que eu faço sobre este caso é: que tudo isto foi mal conduzido, tanto pêla proteção de menores, como pêlas auturidades portuguesas. Como é possivel um caso que já estava sinalizado, dado os maus tratos que havia de parte a parte, e mais grave passados à frente da criança, com a GNR a ser chamada a entervir várias vezes, e ninguém tomou medidas? Será que a segurança do aeroporto fez tudo o que deveria fazer? Ou houve mais uma vez falha humana? Se houve os infractores devem ser penalizados. Espero que tudo isto sirva de alerta para muitos pais, mas também para as auturidades portuguesas.

publicado por barroseira às 15:11