Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Volto a falar da via circular externa à vila de Tábua. Como é possível fazerem-se obras sem ter em atenção as pessoas, sem que haja uma inspecção para ver se está tudo em ordem. A população da Catraia dos Seixos Alvos e dos seixos Alvos, estão a ser prejudicados pela abertura da estrada, dado que cortaram a mesma e não criarão alternativas viáveis a quem tem que circular a pé. Ainda ontem aconteceu que duas crianças ao passarem pela estrada enterraram-se até à cintura tiveram que ir lá os pais para os tirarem, ficando lá as sapatilhas, como é que isto é possível? Onde está a fiscalização? se fosse uma empresa pequena já tinha sido multada por causa da segurança e da má sinalização das obras, mas como é das grandes já nada acontece, as crateras que estão abertas são um perigo para toda a população, quando acontecer um problema, espero que a culpa não morra solteira, porque só não vê quem não quer. Será que a autarquia não devia intervir para que o bem estar dos seus munícipes fosse salvaguardado. Como ali à poucos votos, não interessa. Será que a estrada antiga não devia só ser cortada quando estivessem as alternativas resolvidas? Nem todas as pessoas têm carro para se deslocar a dar uma volta de alguns dois quilómetros. Onde se acha mole carrega-se, mas não pode ser assim, lá porque as pessoas são humildes não se pode fazer pouco delas. Outro caso é a estrada estar a quase pronta e os proprietários ainda sem receberem o valor que têm direito, dos terrenos que a mesma ocupou. E lá volto eu a falar no João Brandão, Será que se ele voltasse não resolvia muitos destes problemas?

publicado por barroseira às 16:05