Sábado, 23 de Janeiro de 2010

O presidente da Républica alertou hoje para a dimensão das freguesias e com muita razão.

É preciso que os políticos façam uma reflexão sobre a quantidade de feguesias existententes e que não se justificam. Por exemplo: no concelho de Tábua será que é necessário ter 15 freguesias? Siceramente penso que não. Para se ter freguesias com 200 ou 300 votantes, qual o rendimento que se tira? Mais despesa e menos opracionalidade. Porque, vejamos. Actualmente já não se coaduna governar uma freguesia à tarde ou à noite, ou ao fim de semana. Tudo isto está ultrapassado. Vamos acabar com os velhos do restelo e vamos modernizar o nosso concelho e os de Portugal. O nosso concelho deveria passar de 15 freguesias para( 5), profissionalizando os presidentes. Assim teriam tempo de gerir freguesias maiores dando outra dimensão à resolução dos problemas existentes. Deixem-se de cassíquismos e acabem com estas capelinhas que só servem para dividir cada vez mais o nosso concelho e os concelhos de Portugal. Isto não é visionismo mas sim uma maneira de infrentar a realidade, se temos que começar a poupar começamos logo por aí. Esta situação deveria passar também pelos concelhos com menos de determinada população, estes seriam incorporados noutros e assim contribuiam para diminuir a despesa. Podendo esse dinheiro reverter para obras de necessidade da população. Outro orgão Nacional que devia ser restruturado era a Assembleia da Républica, com a diminuição dos deputados, passando para de 250 para uns 150. Com esta diminuição podiam dar melhores ordenados, para  poderem ter bons legisladores, porque enquanto não se for buscar as pessoas competentes para fazer as leis este país não vai para a frente. Mudanças precisam-se, mas falta a coragem política para o fazer, porque muita gente não quer perder o poleiro e as suas influências.

publicado por barroseira às 16:39