Sábado, 19 de Setembro de 2009

A grande obra do passado e do presente.

Ao comemorar o 2º aniversário da unidade de cuidados continuados, a Santa Casa da Misericórdia, fez jus aos seus pergaminhos, homenageando alguns dos seus fundadores.

Foram várias as pessoas presentes. Algumas individualidades do nosso concelho, mas também o representante do Governador civil, bem com o director da Segurança Social. De realçar a presença do candidato a deputado do CDS pelo circulo de Coimbra, Dr. Serpa Oliva.

Como tabuense sinto um grande orgulho pela obra que está implantada no nosso concelho. Faz inveja a muita gente, mas isto mostra a raça de alguns tabuenses, apesar de não serem de gema, mas fazem mais do que muitos que o são.

Parabéns aos dinamizadores desta obra, porque se não fosse a coragem da mesa administrativa liderada pelo capitão Ferreira Marques, atravessando-se na banca em 4.000.000 de euros, esta obra nunca se realizava. Existem muitos críticos em Tábua, mas nem todos pelo mesmo motivo. Será que alguns desses críticos teriam capacidade para assumir tamanho compromisso?

Fiquei muito contente ao ver homenagear um dos grandes impulsionadores vivo, o Sr. Argentino. Acompanhado pela sua família (filho e nora), reviveu as dificuldades passadas outrora para que o hospital fosse uma realidade.

Seguiu-se a homenagem ao Sr. António do Rosário, irmão nº7, outro grande tabuense dedicando uma vida inteira aos órgãos sociais da Santa Casa. Notei uma falha nesta homenagem, foi não ver nenhum familiar. Todos o notámos triste. Talvez a tristeza se devesse a esse facto, não deixa de ser uma grande falha para a família não estar presente em tão linda homenagem, dado que nestas alturas o apoio e o carinho são importantes, até pela sua idade.

Neste invento é de salientar a presença de vários órgãos da comunicação social, demonstrando que houve alguma atenção para que o acto fosse divulgado. Seguiu-se a intervenção dos médicos, enfermeiros, terapeutas, etc. O tema apresentado foi como lidar com os AVC. Saímos de lá elucidados, para a prevenção, cuidados a ter para minimizar os efeitos das lesões causadas pelo mesmo, bem como devem ser tratados os doentes que têm esta doença.

Tudo o que seja para a divulgação do nome do nosso concelho, dado que a unidade de cuidados continuados é uma referência a nível nacional, é sempre importante. Neste campo a Santa Casa da Misericórdia está de parabéns.

 

publicado por barroseira às 11:43